ETERNO AMOR

Filme do dia, Slider

Três anos depois do megassucesso de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, de 2001, o cineasta francês Jean-Pierre Jeunet dirigiu novamente a atriz Audrey Tautou em Eterno Amor. O próprio Jeunet, junto com Guillaume Laurant, adaptou o romance Um Domingo Para Sempre, de Sébastien Japrisot, publicado em 1993. A ação tem início logo após o fim da Primeira Guerra Mundial e Mathilde (Tautou) espera o retorno de seu noivo Maneth (Gaspard Ulliel). Ela é informada que ele e outros quatro soldados se automutilaram para com isso escapar do combate. Por conta desse ato, a Corte Marcial os condenou à morte e o grupo foi abandonado à própria sorte no campo de batalha, perto do território inimigo. Mathilde, certa de que Maneth ainda está vivo, inicia uma incansável busca por pistas que a levem até ele. Apesar de contar uma história francesa, com elenco e técnicos franceses, com exceção da pequena participação especial de Jodie Foster, que fala francês fluentemente, Eterno Amor foi hostilizado no Festival de Cannes e pelo governo da França, por ser considerado um filme americano, já que foi produzido pela Warner. Polêmicas locais à parte, trata-se de uma obra vigorosa que aborda um período triste do início do século XX com delicadeza e poesia, sem deixar de ser contundente na denúncia antibelicista que faz.

 

ETERNO AMOR (Un Long Dimanche de Fiançailles – França 2004). Direção: Jean-Pierre Jeunet. Elenco: Audrey Tautou, Gaspard Ulliel, Jodie Foster, Dominique Pinon, Chantal Neuwirth, André Dussollier, Ticky Holgado, Marion Cotillard, Dominique Bettenfeld, Jean-Pierre Darroussin e Denis Lavant. Duração: 133 minutos. Distribuição: Warner.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 9 de novembro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software