VENOM: TEMPO DE CARNIFICINA

Filme do dia, Slider

Criado em 1984 pelos desenhistas Todd McFarlane e David Michelinie, Venom faz parte do universo do Homem-Aranha. Desde sua primeira aparição nas HQs ele divide a opinião dos fãs do aracnídeo. Uma boa parte o adora outra boa parte o detesta. O mesmo aconteceu em 2007, quando ele apareceu no terceiro filme do cabeça de teia, dirigido por Sam Raimi. Em 2018, Eddie Brock e o simbionte alienígena que habita seu corpo ganhou um filme-solo e a cara de Tom Hardy. Com direção de Ruben Fleischer, Venom faturou perto de um bilhão de dólares nos cinemas e, obviamente, a Sony, produtora do filme, anunciou uma “parte 2”. Dessa vez com Andy Serkis atrás das câmeras, Venom: Tempo de Carnificina, teve sua estreia adiada em quase um ano por causa da Covid 19 e tem de novo Tom Hardy no papel-título. Ele também é autor do argumento da trama, que foi roteirizado por Kelly Marcel. O inimigo agora é Carnage ou Carnificina, vivido por Woody Harrelson, que já havia aparecido na cena pós-crédito do filme original. Não há muito o que dizer sobre essa continuação. Na verdade, é bem fácil: se você gostou do primeiro, vai gostar do segundo. Se não, nem se dê ao trabalho, seguramente não gostará desse novo. Em tempo: há uma cena pós-crédito que fará a alegria dos fãs do Universo Cinematográfico Marvel.

VENOM: TEMPO DE CARNIFICINA (Venom: Let There Be Carnage – EUA 2021). Direção: Andy Serkis. Elenco: Tom Hardy, Michelle Williams, Woody Harrelson, Naomie Harris, Reid Scott, Stephen Graham e Peggy Lu. Duração: 90 minutos. Distribuição: Sony.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 5 de outubro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software