TONY MANERO

Filme do dia, Slider

Em seu segundo longa, o cineasta chileno Pablo Larraín traz em Tony Manero uma surpreendente mistura de crítica política com influência cultural e psicopatia. À frente do elenco, o talentoso Alfredo Castro, também em seu segundo longa no cinema, sendo este o primeiro como protagonista. Ele é Raúl Peralta e vive em Santiago do Chile, no ano de 1978. Obcecado pela personagem de John Travolta no filme Os Embalos de Sábado à Noite, ele acredita que vencerá um concurso de imitadores na TV local, para o qual ensaiou exaustivamente. Porém, esse fascínio doentio revela fortes traços violentos de sua personalidade. Larraín escreveu o roteiro junto com o próprio Alfredo Castro e Mateo Iribarren e traça aqui um rico painel sociopolítico-cultural de seu país durante a ditadura militar de Augusto Pinochet. Com uma primorosa reconstituição de época somos levados àquele triste período da recente história latino-americana. Além disso, Larraín é um excepcional diretor de atores, bem como tem controle total de sua narrativa, o que faz de Tony Manero mais que uma grata surpresa, mas, principalmente, uma estupenda experiência cinematográfica. Em tempo: este é o primeiro filme da chamada “Trilogia da Ditadura Chilena” que Larraín continuou depois em Post Mortem, de 2010, e No, de 2012.

TONY MANERO (Chile 2008). Direção: Pablo Larraín. Elenco: Alfredo Castro, Amparo Noguera, Héctor Morales, Paola Lattus, Elsa Poblete, Nicolás Mosso, Enrique Maluenda e Marcelo Alonso. Duração: 97 minutos. Distribuição: Netflix.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 13 de setembro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software