Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

PERSEGUIDOR IMPLACÁVEL

Filme do dia, Slider

Clint Eastwood já havia feito três longas com Don Siegel quando o convidou para dirigir Perseguidor Implacável. O roteiro de Harry Julian Fink, Rita M. Fink e Dean Riesner já era conhecido dos estúdios hollywoodianos há algum tempo e tinha passado pelas mãos dos diretores Irvin Kershner e Sydney Pollack. Para o papel do inspetor da polícia de São Francisco, Harry Callahan, os atores Frank Sinatra, Marlon Brando, Paul Newman, Steve McQueen, George C. Scott e James Caan foram sondados. Por diferentes razões, nenhum deles “abraçou” o projeto para levá-lo adiante. Até a entrada de Eastwood, que imediatamente chamou Siegel. Tudo começa com um brutal assassinato. Scorpio (Andrew Robinson) assume a autoria e envia uma carta ao prefeito da cidade pedindo dinheiro para suspender as mortes. Callahan, com seu senso ortodoxo de justiça e estilo peculiar de ação, assume o caso. Nascia aí outra figura icônica da História do Cinema e da carreira de Clint Eastwood, em particular. Aquela persona que ele já havia criado nos faroestes que fez na Itália com Sergio Leone e adapta à perfeição no ambiente urbano e moderno deste policial. Seja pelas frases, postura ou violência marcantes da personagem, Perseguidor Implacável fez escola e tornou-se uma bem-sucedida franquia que persistiu por 17 anos e gerou quatro continuações.

PERSEGUIDOR IMPLACÁVEL (Dirty Harry – EUA 1971). Direção: Don Siegel. Elenco: Clint Eastwood, Harry Guardino, Andrew Robinson, Reni Santoni, John Vernon, John Larch, John Mitchum, Ruth Kobart e Josef Sommer. Duração: 102 minutos. Distribuição: Warner.

Last modified: 11 de outubro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *