Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

LADY HAMILTON: A DIVINA DAMA

Filme do dia, Slider

O diretor, produtor e roteirista húngaro radicado na Inglaterra Alexander Korda foi o primeiro homem ligado à indústria cinematográfica britânica a receber o título de cavaleiro. Atuando em muitas frentes em pouco mais de 40 anos de uma rica e versátil carreira, Korda é responsável por ter colocado o cinema do país que adotou no mapa mundi da sétima arte. Lady Hamilton: A Divina Dama, de 1941, foi um dos últimos filmes que produziu e dirigiu. Com roteiro original de Walter Reisch e R.C. Sherriff, a história nos conduz por um período de 25 anos e nos apresenta a senhora Hamilton Emma (Vivian Leigh). Ela está bêbada em uma prisão e relembra momentos de sua vida para os companheiros de cela. Casada com o embaixador William Hamilton (Alan Mowbray), ela se envolve com o almirante Horatio Nelson (Laurence Olivier), mas, isso não é o que mais importa aqui. A trajetória de Lady Hamilton nos reserva boas e surpreendentes reviravoltas. Diz a lenda que este era o filme favorito de Winston Churchill e de Joseph Stalin. Não é de duvidar. Além disso, foi o terceiro filme que o Leigh e Olivier fizeram juntos e o primeiro logo após o casamento na vida real. Apesar de ter recebido quatro indicações em categorias técnicas do Oscar, ganhou apenas uma: a de melhor som.

LADY HAMILTON: A DIVINA DAMA (That Hamilton Woman – Inglaterra 1941). Direção: Alexander Korda. Elenco: Vivien Leigh, Laurence Olivier, Alan Mowbray, Sara Allgood, Gladys Cooper e Henry Wilcoxon. Duração: 125 minutos. Distribuição: Classicline.

Last modified: 13 de agosto de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *