Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

GLORIA

Slider, Streaming

O roteirista e diretor Sebastián Lelio faz parte, ao lado Pablo Larraín e Andrés Woods, da nova geração de cineastas chilenos. Formado pela Escuela de Cine de Chile, ele começou sua carreira em 1995 dirigindo curtas. O primeiro longa, A Família Sagrada, foi realizado em 2005. Gloria, de 2013, seu quarto filme, é aquele que o tornou mundialmente conhecido. O roteiro, escrito por Lelio junto com Gonzalo Maza, conta a história da personagem-título, vivida por Paulina García. Ela tem 58 anos, é divorciada, vive em Santiago, mora sozinha, tem filhos crescidos, trabalha e gosta de dançar em bailes da terceira idade. A sequencia inicial do filme ilustra tudo isso com perfeição. As coisas mudam um pouco quando entra em cena Rodolfo (Sergio Hernández), por quem ela se apaixona. Resumido assim, até parece que Gloria é uma obra sem muitas surpresas e que trata de situações comuns de pessoas comuns. Mas é justamente aí que se encontra a força da narrativa que Sebastián Lelio imprime ao trabalho. A maneira como Gloria é construída faz toda a diferença. E isso vale não apenas para o estupendo desempenho de Paulina García, premiado no Festival de Berlim como melhor atriz. Mas, na mesma medida, para Lelio, que acompanha sua personagem sem reservas, porém, com sutileza e carinho. Em tempo: o mesmo diretor refilmou essa história nos Estados Unidos, em 2018, com o título de Gloria Bell e tendo Julianne Moore no papel-título.

GLORIA (Gloria – Chile/Espanha 2013). Direção: Sebastián Lelio. Elenco: Paulina García, Sergio Hernández, Marcial Tagle, Diego Fontecilla, Fabiola Zamora e Alejandro Goic. Duração: 110 minutos. Distribuição: Mubi.

Last modified: 21 de junho de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *