SE MINHA CAMA VOASSE

Ao longo de quase cinco décadas, entre meados dos anos 1920 e 1960, os estúdios Disney se notabilizaram pelas caprichadas animações. O sucesso de Mary Poppins, lançado em 1964, revelou para o estúdio um novo filão e, claro, a contínua tentativa de repetir aquela bem-sucedida obra. É neste contexto que surge Se Minha Cama Voasse, de 1971. Dirigido por Robert Stevenson e com roteiro da dupla Bill Walsh e Don DaGradi, coincidentemente, a mesma equipe criativa por trás do filme da babá mágica. A história se baseia no livro de Mary Norton e ainda conta com sequências animadas escritas por Ralph Wright e Ted Berman. Tudo gira em torno da senhorita Price (Angela Lansbury), que acaba cuidando de três crianças em uma missão para salvar o mundo. Ela é uma aprendiz de feiticeira e usa seus poderes para viajar com o trio infantil em uma cama voadora fazendo uso de maçanetas mágicas que abrem qualquer porta. O engraçado Emelius (David Tomlinson) também participa da aventura. Se Minha Cama Voasse é um filme simpático, divertido e tem efeitos especiais interessantes, que foram premiados com o Oscar da categoria. No entanto, não conseguiu, mesmo seguindo a fórmula, refazer a magia de Mary Poppins.

SE MINHA CAMA VOASSE (Bedknobs and Broomsticks – EUA 1971). Direção: Robert Stevenson. Elenco: Angela Lansbury, Roddy McDowall, David Tomlinson, Sam Jaffe, John Ericson, Bruce Forsyth, Roy Snart e Ian Weighill. Duração: 117 minutos. Distribuição: Buena Vista.

Last modified: 11 de fevereiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Salads & vegetables : recipe sampler