Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

A RAINHA MARGOT

Filme do dia, Slider

Esqueça que a França é um país de primeiro mundo. Esqueça também que católicos e protestantes dividem a mesma terra harmoniosamente. Esqueça que estamos no século XXI. O filme A Rainha Margot se situa num passado desprovido de qualquer traço de civilização. A capa do DVD sintetiza bem sua essência. Vemos a bela Isabelle Adjani vestida de branco e banhada em sangue. O roteiro é baseado na obra de Alexandre Dumas e foi dirigido por Patrice Chéreau, mais conhecido por suas óperas e peças teatrais. A Rainha Margot é pretencioso, grandioso, forte e magnífico. Retrata intrigas políticas, amores proibidos e lutas pelo poder na França do século XVI, no período em que ocorreu o massacre do dia de São Bartolomeu, quando os católicos mataram milhares de protestantes. Adjani vive Marguerite de Balois, irmã do rei Charles IX (Jean-Hughes Anglade), que é forçada a se casar com o duque Henri de Navarre (Daniel Auteuil). Margot é católica. Navarre é protestante. Tudo manipulado pela rainha mãe, Catherine de Medicis, vivida pela veterana Virna Lisi, que por este papel ganhou a Palma de Ouro de melhor atriz no Festival de Cannes. Chéreau não fez concessões em seu filme. Para complicar ainda mais as coisas, Margot se apaixona perdidamente por um estranho protestante, Môle, papel de Vincent Perez. Como se trata de uma obra francesa, e das boas, não espere final feliz para o casal apaixonado. Se fosse em Hollywood, certamente, o desfecho seria outro. O filme é coerente desde a primeira cena. Vemos um povo sujo, mal educado e sem traços de nobreza. A princípio, o visual de A Rainha Margot choca pela crueza, mas, depois, o roteiro, o desempenho dos atores e a maneira como o diretor conta a história são tão envolventes que embarcamos sem volta nesta estupenda rede de intrigas. Mesmo com quase três horas de duração, não sentimos o tempo passar. O filme tem diversos momentos magníficos, porém, um deles se sobrepõe: a seqüência em que vemos o rei Charles IX, intensamente vivido por Anglade, suando sangue.
A RAINHA MARGOT (La Reine Margot – França 1994). Direção: Patrice Chéreau. Elenco: Isabelle Adjani, Jean-Hughes Anglade, Daniel Auteil, Virna Lisi, Vincent Perez e Miguel Bose. Duração: 168 Minutos. Distribuição: Versátil.

Last modified: 6 de janeiro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *