Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

TRAÍDOS PELO DESEJO

Filme do dia, Slider

A fábula da rã e do escorpião sintetiza soberbamente as intricadas relações humanas mostradas em Traídos Pelo Desejo. A direção é do irlandês Neil Jordan, um artista que sempre gostou de trabalhar com temas ambíguos. Aqui, a ambigüidade é elevada ao máximo. A trama flui magnificamente. O roteiro captura e envolve o espectador ao misturar as mais variadas emoções e sentimentos em um mesmo caldo. Um caldo que jamais perde o sabor. Muitos ingredientes compõem essa mistura: traições, intrigas, lealdade, sexo, amor e amizade. Uma direção inspirada, diálogos precisos e um elenco excepcional fazem de Traídos Pelo Desejo uma pequena obra-prima que não permite meio termo: ou se gosta ou se detesta. O projeto foi rejeitado pelos estúdios americanos e terminou sendo produzido na Inglaterra com um orçamento bem modesto. Quando o filme foi lançado, o boca-a-boca em torno de um mistério que o filme apresenta o transformou em um grande sucesso de público. Traídos Pelo Desejo não é um filme fácil. Mas, é daqueles que se vê com prazer do início ao fim. Em tempo: não me peça para revelar o segredo do filme. É contra minha natureza.
TRAÍDOS PELO DESEJO (The Crying Game – Inglaterra 1992). Direção: Neil Jordan. Elenco: Stephen Rea, Jaye Davidson, Miranda Richardson, Forest Whitaker, Jim Broadbent, Adrian Dunbar, Ralph Brown, Susie Figgis e Chris Rea. Duração: 112 minutos. Distribuição: Warner.

Last modified: 6 de janeiro de 2020

3 respostas para “TRAÍDOS PELO DESEJO”

  1. WTakeuchi disse:

    Um amigo meu me repreende até hoje por ter recomendado o filme à ele, que pelo título, pensou ser um romance, aninhando-se com a esposa no sofá de casa! Quando chega no momento da surpresa, acabou o romance!

  2. Marilia disse:

    Hahahahahahh…. mas, a intenção do filme é bem essa, de surpreender. Acredite, todos se assustam com aquele momento (não vou contar o final do filme, hoje, quem sabe noutro momento???)

  3. Fabiano disse:

    Nesse filme eu tomei o maior susto da minha vida… Me senti o próprio personagem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *