Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

A NOVIÇA REBELDE

Filme do dia

As montanhas estão vivas… com o som da música! Canta Maria, personagem de Julie Andrews, na abertura de A Noviça Rebelde. Dirigido em 1965 pelo experiente e versátil Robert Wise, o filme salvou a Fox da falência. Naquela época, os musicais já não tinham mais tanto apelo junto ao grande público, porém, a história da família Von Trapp cativou e ainda cativa as pessoas até hoje. Baseada em fatos reais, A Noviça Rebelde conta a história de uma jovem e atrapalhada freira, Maria, que é designada para trabalhar como uma espécie de babá na mansão do capitão Von Trapp (Christopher Plummer), um oficial da Marinha, viúvo e pai de sete filhos. Como pano de fundo, temos a ascensão do nazismo na Europa. Julie Andrews, logo após o sucesso de Mary Poppins, confirma seu talento como cantora e atriz. O elenco infanto-juvenil também se destaca e, claro, temos o sempre competente Christopher Plummer. Todos eles cantam e encantam com as belas composições da dupla Rodgers e Hammerstein. A direção de Wise, ao mesmo tempo leve, firme e precisa, conduz a trama na melhor tradição da narrativa clássica hollywoodiana e nos presenteia com um filme arrebatador, envolvente e atemporal. Para ver, rever e sempre cantar junto.
A NOVIÇA REBELDE (The Sound of Music – EUA 1965). Direção: Robert Wise. Elenco: Julie Andrews, Christopher Plummer, Eleanor Parker, Richard Haydn, Peggy Wood, Charmian Carr, Heather Menzies, Nicholas Hammond, Duane Chase e Angela Cartwright. Duração: 174 minutos. Distribuição: Fox.

Last modified: 30 de abril de 2015

3 respostas para “A NOVIÇA REBELDE”

  1. Gaby Brandalise disse:

    eu já vi esse filme umas mil vezes. sempre domingo de manhã, procurando algo na TV a cabo e indo parar na FOX bem na hora que o filme está começando.

  2. É um dos poucos filmes que demorei muito para assistir. Pura resistência preconceituosa. Obra-prima, eu considero esse um filme atípico, onde particularmente enxergo nele a “Parte 1 e Parte 2”, como se tivessem feito um filme, sua continuação, e lançado como uma única obra. Como se “O Poderoso Chefão 1 e 2” fossem lançados como um único filme. (Claro que isso também aconteceu, mas de forma tardia). “Lá é bem longe daqui…”

  3. Marilia disse:

    Eu adoro musicais, e o filme “Noviça Rebelde” é um dos meus favoritos. Sempre que posso revejo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *