Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

OS INTOCÁVEIS

Filme do dia, Slider

Séries de televisão nem sempre se transformam em bons filmes quando adaptados para o cinema. Existem exceções, claro, e Os Intocáveis, dirigido por Brian De Palma em 1987, é uma delas. Inspirada no seriado de mesmo nome, grande sucesso da TV entre os anos de 1959 e 1963, a luta do agente federal Eliot Ness contra Al Capone tem neste filme seu expoente máximo. A conjunção de fatores favoráveis em torno do projeto já anunciava seu potencial de se tornar uma obra-prima. É preciso deixar bem claro aqui que estamos falando de um filme “encomendado”. Porém, Hollywood está cheia de obra-primas encomendadas. E neste caso, em particular, a Paramount soube combinar bem todos os elementos necessários: um diretor criativo e no auge da forma (Brian De Palma), um astro em ascensão (Kevin Costner), um elenco de apoio impecável (vou citar só dois nomes: Robert De Niro e Sean Connery, que ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante), um excelente roteirista (David Mamet), um dos melhores compositores do mundo (Ennio Morricone) e para completar a equipe, um famoso e talentoso estilista (Giorgio Armani), cuidou dos figurinos. Os Intocáveis é um filme tão destinado à perfeição que até uma seqüência improvisada ficou melhor que o previsto. Uma das últimas cenas do filme, aquela em que Eliot Ness se dirige à estação de trem para capturar o contador de Capone. Segundo o roteiro original deveria acontecer um grande confronto entre Ness e os capangas de Capone dentro do vagão de trem. A Paramount vetou a cena por conta do alto custo. De Palma improvisou transferindo a ação para a escadaria da estação de trem de Chicago, e de quebra, fez uma belíssima homenagem/citação ao clássico filme russo O Encouraçado Potemkin e sua famosa seqüência da escadaria de Odessa.
OS INTOCÁVEIS (The Untouchables – EUA 1987). Direção: Brian De Palma. Elenco: Kevin Costner, Sean Connery, Andy Garcia, Charles Martin Smith e Robert De Niro. Duração: 119 minutos. Distribuição: Paramount.

Last modified: 6 de janeiro de 2020

6 respostas para “OS INTOCÁVEIS”

  1. evandro disse:

    Parabéns Marden pela iniciativa! Comecei acompanhar seu trabalho no programa 91 minutos da Radio Rock e desde então sou um espectador assíduo do programa e agora do seu blog. Admiro muito seu trabalho e a forma simples, natural e divertida que aborda o cinema. Sou engenheiro e “workaholic” os filmes indicados tem me dado oportunidade de relaxar e apreciar a 7a. arte em sua forma mais simplista: o entretenimento! Grande Abraço!

  2. Maravilhosa película!!
    Queria saber de suas impressões sobre o remake do alemão de 2001 “The Experiment”. Um agrande abraço, agora de Londrina, sentindo falta das manhãs que te acompanhava na 91 Rock…

  3. “Improviso” é um termo um tanto quanto desonesto, já que está se falando do estudioso De Palma, mas a seqüência ter sido “transferida” e “adaptada” considero com sendo de termos mais corretos. Claro que no mundo do “e se” não vivemos, mas se improvisada saiu essa cena, imagine como seria se fosse a originalmente planejada, dentro do trem. Eu já tentei fazer esse exercício de imaginação, mas toda vez que assisto essa seqüência – a mais vista por mim em minha vida fílmica – tudo se esvai no primeiro tiro de escopeta. Até Morricone se cala nessa hora e deixa a imagem/montagem falar. Uau! o/

  4. Gaby Brandalise disse:

    moro de vontade de ver esse filme!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *