Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

HOMEM-ARANHA NO ARANHAVERSO

Na Telona, Slider

O Homem-Aranha é o maior herói do universo Marvel e um dos mais populares dos quadrinhos. Além das HQs, já foi mostrado em desenhos animados, séries de TV e seis longas até o momento. Apesar de ser mais conhecido pela identidade secreta de Peter Parker, na verdade, desde sua primeira aparição no número 15 da revista Amazing Fantasy, lançada em agosto de 1962, muitas outras “encanações” do cabeça de teia foram criadas. E todas elas aparecem na estupenda animação Homem-Aranha no Aranhaverso.

Com uma história carregada de imaginação criada por Phil Lord, a direção ficou por conta do trio Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman, autor do roteiro, junto com Lord. O foco principal aqui é Miles Morales, um jovem negro do Brooklyn que, após ser picado por uma aranha radioativa, se transforma em um novo Homem-Aranha. Só que, paralelo a isso, uma máquina feita para romper as barreiras entre as diferentes dimensões da Terra, foge do controle e termina por colocar em um mesmo plano diversas versões do aracnídeo.

Miles Morales foi criado por Brian Michael Bendis e apareceu pela primeira vez em agosto de 2011, dentro da série Ultimate Marvel. Bendis declarou na época que se inspirou no jovem Barack Obama e no ator Donald Glover para criá-lo. Curiosamente, Glover fez o papel do tio dele no filme Homem-Aranha: De Volta ao Lar, dirigido em 2017 por Jon Watts. Há muito os fãs esperavam vê-lo nas telonas. Bem, a espera acabou e ele chegou em grande estilo. Não seria exagero algum afirmar que Homem-Aranha no Aranhaverso é um dos melhores filmes com o “amigo da vizinhança”. E melhor: ele funciona tanto para quem já sabe tudo sobre o herói como também para quem nada sabe. E, seguramente, te fará vê-lo repetidas vezes para “descobrir” todas as referências.

Nove versões do Homem-Aranha marcam presença nesta animação. Mas isso, em hipótese alguma, torna o filme confuso. Muito pelo contrário. A fluidez do roteiro, que consegue nos apresentar todas as variações da criação maior de Stan Lee e Steve Ditko, encontra espaço ainda para citar/homenagear capas das HQs, séries de TV e filmes já feitos sobre o herói. Sem esquecer que em nenhumas das seis aparições cinematográficas anteriores a movimentação do aracnídeo pela cidade foi tão bem representada. Vencedor do Globo de Ouro de melhor animação, Homem-Aranha no Aranhaverso é forte candidato, e com todos os méritos, a vencer o Oscar nesta mesma categoria. Em resumo: um Filmaço. Assim mesmo, com F maiúsculo.

HOMEM-ARANHA NO ARANHAVERSO (Spider-Man: Into the Spider-Verse – EUA 2018). Direção: Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman. Animação. Duração: 117 minutos. Distribuição: Sony.

Last modified: 13 de janeiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *