Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

BUSCANDO…

Filme do dia

, Slider

Longa de estreia do cineasta Aneesh Chaganty, nascido na Índia e criado nos Estados Unidos, Buscando… gira, quase que inteiramente, no mundo virtual. O roteiro, escrito pelo próprio diretor junto com Sev Ohanian, conta a história de David Kim (John Cho). Ele é um pai que busca encontrar sua filha Margot (Michelle La), que desapareceu misteriosamente. Chaganty havia feito um curta para o Google antes. Daí sua familiaridade com o tema. A filmagem foi bem rápida. Durou apenas 13 dias. No entanto, o diretor levou dois anos para finalizar o filme por conta das inúmeras telas que utilizou e teve que traduzir para diferentes países. Buscando… discute também, de maneira subtextual, algo bem comum nos dias atuais. Muitos pais pouco interagem com seus filhos no mundo real e no virtual. Quase nada sabem do que eles fazem e com quem se relacionam. É como se existissem dois mundos distintos, duas vidas paralelas. Aqui, a partir de uma certa altura, até existe uma justificativa para essa falta de conhecimento. Mas, claro, não deixa de funcionar com um alerta importante. Em sua busca, David invade o computador de Margot e descobre uma filha que ele não conhecia como imaginava. Ao mesmo tempo, a detetive Vick (Debra Messing) assume a investigação do caso e também levanta pistas e suspeitas do que poderia ter acontecido com ela. As investigações, a real e a virtual, se confundem, se completam e se afastam à medida que a história avança. Isso estimula o suspense que é bem conduzido pela narrativa.

BUSCANDO… (Searching – EUA 2018). Direção: Aneesh Chaganty. Elenco: John Cho, Debra Messing, Michelle La, Joseph Lee, Sara Sohn, Melissa Disney, Connor McRaith, Erica Jenkins e Steven Michael Eich. Duração: 102 minutos. Distribuição: Sony.

Last modified: 9 de janeiro de 2019

Uma resposta para “BUSCANDO…”

  1. Esse filme me surpreendeu. O roteiro é muito bem trabalhado no suspense, com várias reviravoltas inimagináveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *