Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

VINGADORES: GUERRA INFINITA

Filme do dia, Slider

002.Vingadores-Guerra-Infinita-940x627

A aposta era alta. Seja por conta do investimento, algo em torno de 400 milhões de dólares gastos na produção e divulgação, seja por conta da própria obra que almejava ligar todas as pontas soltas ao longo de 18 filmes produzidos pela Marvel nos últimos dez anos. Vingadores: Guerra Infinita, por onde quer que você o veja é, sem dúvida alguma, um grande evento. O roteiro, escrito por Christopher Markus e Stephen McFeely, os mesmos dos três filmes do Capitão América, procura amarrar tudo o que já foi mostrado até agora no Universo Cinematográfico Marvel. A direção ficou sob a responsabilidade dos irmãos Anthony e Joe Russo, que dirigiram os dois últimos filmes do Capitão América. A gênesis de Guerra Infinita está presente no primeiro Vingadores, lá em 2012. Nele, a Terra sofreu o ataque de uma raça alienígena e na cena pós-crédito ficamos sabendo que Thanos era o responsável pela invasão e que ele estava atrás de seis pedras cósmicas, as Joias do Infinito: Poder, Tempo, Mente, Espaço, Alma e Realidade. Juntas, elas darão ao seu dono poder ilimitado. A busca de Thanos pelas pedras e a presença delas em diversos pontos do universo pontuou, desde o primeiro Homem de Ferro, as histórias dos filmes da Marvel. Tudo em Vingadores: Guerra Infinita é superlativo e ambicioso. Em um mesmo filme estão presentes todos os heróis (ou quase todos, faltaram apenas dois) já apresentados no UCM até o momento. A missão dos irmãos Russo e da dupla de roteiristas era juntar tudo de maneira coesa, harmônica e dinâmica. E isso, eles conseguiram. No melhor estilo Senhor dos Anéis. Explico: é que Guerra Infinita, apesar de fechar o que o filme propõe, não se resolve por inteiro. A conclusão ficou para maio de 2019, quando será lançado Vingadores 4, título provisório do filme que amarrará as pontas deixadas em aberto este ano. Mas isso, em hipótese alguma tira o prazer de assistir a Vingadores: Guerra Infinita. Um filme que mantém o humor que nos acostumamos a ver nas histórias da Marvel, mas, na mesma medida, nos conduz por caminhos mais sombrios, tensos e emocionais. Cabe destacar que o filme só funciona em todos esses níveis porque houve uma preparação, um investimento na construção das personagens ao longo de dez anos e 18 filmes. É um produto? Sim. Portanto, é comercial? Até a medula. Mas é envolvente e vem carregado de humor, de amor, de dor, de muita ação e emoção. Enfim, de alma e humanidade.

VINGADORES: GUERRA INFINITA (Avengers: Infinity War – EUA 2018). Direção: Anthony Russo e Joe Russo. Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Chadwick Boseman, Benedict Cumberbatch, Tom Holland, Elizabeth Olsen, Paul Bettany, Chris Pratt, Tom Hiddlestone, Zoe Saldana, Anthony Mackie, Don Cheadle, Sebastian Stan, Gwyneth Paltrow, Dave Bautista e Josh Brolin. Duração: 149 minutos. Distribuição: Buena Vista.

Last modified: 10 de setembro de 2018

Deixe uma resposta