Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

O PACIENTE: O CASO TANCREDO NEVES

Na Telona

Quem tem mais de 40 anos deve lembrar muito bem do martírio vivido pelos brasileiros de 14 de março até 21 de abril de 1985. Foi nesse período de 39 dias que a nação inteira acompanhou pela imprensa o drama de Tancredo Neves, o primeiro presidente civil após pouco mais de duas décadas de ditadura militar. Essa é a história que o diretor Sérgio Rezende nos conta em O Paciente: O Caso Tancredo Neves, em cartaz nos cinemas.

Foto: Desirée do Valle

Foto: Desirée do Valle

Com base no livro homônimo de Luís Mir, o roteiro de Gustavo Liptzein destaca uma série de equívocos, decisões apressadas, irresponsabilidades, arrogâncias e vaidades que teriam causado a morte do homem que o Brasil havia depositado a esperança de futuro melhor. E é visível seu esforço em corresponder à expectativa que se criou em torno dele.

Tancredo havia sido eleito pelo colégio eleitoral no Congresso Nacional e esperava ansioso o dia da posse, marcada para 15 de março. No filme ele ressurge de maneira quase mediúnica na estupenda interpretação de Othon Bastos. Aliás, todo o elenco, muito bem escolhido, merece destaque. Bem como o trabalho da equipe de direção de arte na reconstituição de época. Mesmo tendo passado apenas 33 anos, muita coisa mudou.

Sérgio Rezende tem larga experiência em contar histórias baseadas em fatos: O Homem da Capa Preta, Lamarca, Guerra de Canudos, Mauá: O Imperador e o Rei e Zuzu Angel são exemplos dessa predileção do cineasta por personagens de nossa História. Aqui ele opta por uma narrativa quase documental, inclusive obedecendo a cronologia dos eventos e pontuando-os com as datas correspondentes. Há também um clima de thriller político. E, apesar de sabermos o fim de tudo, a tensão e o suspense se fazem presentes.

Foto: Desirée do Valle

Foto: Desirée do Valle

O Paciente traz ao debate um momento importantíssimo da História recente do Brasil. Em um momento tenso e com ânimos tão acirrados, é fundamental olhar para trás e perceber que nossa democracia é efetivamente muito jovem e tem em sua formação homens como Tancredo Neves, que por pensar mais no bem do país, protelou cuidar da própria saúde e terminou pagando um preço alto por isso. No entanto, deixou um legado de senso público e visão estadista que tanta falta nos faz atualmente.

O PACIENTE: O CASO TANCREDO NEVES (Brasil 2018). Direção: Sérgio Rezende. Elenco: Othon Bastos, Esther Góes, Leonardo Medeiros, Otávio Müller, Paulo Betti, Emílio Dantas, Mário Hermeto, Lucas Drummond, Luciana Braga e Emiliano Queiroz. Duração: 100 minutos. Distribuição: Paris Filmes/Downtown.

Last modified: 13 de setembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *