Please select featured categories (for ticker) in theme admin panel. You can select as much categories as you want.

UM ESTADO DE LIBERDADE

Hoje, quando se fala sobre os partidos Democrata e Republicano dos Estados Unidos, a maioria tende a defender o primeiro e demonizar o segundo. Na segunda metade do século XIX a bandeira ideológica deles era bem diferente da atual. Isso fica claro em filmes como Lincoln, realizado por Steven Spielberg em 2012, e este Um Estado de Liberdade, dirigido por Gary Ross, em 2016. O roteiro, do próprio diretor junto com Leonard Hartman, se inspira na vida real de Newton Knight (Matthew McConaughey), um fazendeiro do Mississipi. Entre os anos de 1862 e 1976, ele desertou do exército, formou um grupo que se rebela contra os confederados, criou um estado livre (que dá o título original do filme), defendeu os direitos dos negros e viu surgir a Ku Klux Klan. Parece muita coisa para uma pessoa só e, consequentemente, para um filme só. E realmente é. O resgate histórico que Ross faz aqui é importante. No entanto, há momentos em que a história perde um pouco o rumo, o foco. São muitas questões em jogo e isso torna complicado abarcar tudo. O que não tira o mérito de Um Estado de Liberdade. Um filme que assume riscos e, justamente por isso, comete alguns tropeços em sua narrativa.

UM ESTADO DE LIBERDADE (The Free State of Jones – EUA 2016). Direção: Gary Ross. Elenco: Matthew McConaughey, Gugu Mbatha-Raw, Mahershala Ali, Keri Russell, Christopher Berry, Sean Bridgers e Thomas Francis Murphy. Duração: 139 minutos. Distribuição: Paris Filmes/Netflix.

Last modified: 6 de outubro de 2017

Uma resposta para “UM ESTADO DE LIBERDADE”

  1. Ana disse:

    É uma boa opção para uma tarde de filmes. Um Estado de Liberdade é um bom filme, Matthew McConaughey esta impecável no filme Ele sempre surpreende com os seus papeis, pois se mete de cabeça nas suas atuações e contagia profundamente a todos com as suas emoções. Adoro porque sua atuação não é forçada em absoluto. Seguramente o êxito de ator Matthew McConaughey deve-se a auas expressões faciais, movimentos, a maneira como chora, ri, ama, tudo parece puramente genuíno. Este ator nos deixa outro projeto de qualidade, de todas as suas filmografias essa é a que eu mais gostei, acho que deve ser a grande variedade de talentos. A fotografia é impecável, ao igual que a edição. Sem dúvida voltaria a ver este filme!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *